Viajar barato para o Caribe: Los Roques (Venezuela)










 

Los Roques é um arquipélago formado por cerca de 40 ilhas, em pleno Caribe venezuelano. O parque nacional é composto por diversas ilhas, sendo Gran Roque a única habitada.

As pousadas são simples, pequenas, mas bastante aconchegantes. A maioria oferece um esquema “all inclusive”, com café da manhã, um kit almoço para ser levado para a praia, um lanche e um jantar. Apesar da simplicidade, tudo é caprichado e delicioso. A hospitalidade de todos na ilha compensa qualquer eventual contratempo.

Por esses fatores, a viagem sai muito em conta. Considerando a paisagem (Caribe!), é difícil encontrar alguma opção tão vantajosa para quem quer usufruir de férias paradisíacas gastando tão pouco. Os gastos na ilha vão ficar por conta de alguma refeição diferenciada (lagostas são abundantes no arquipélago), mergulhos ou passeios para ilhas mais distantes. Nem para o picolé vai ser necessário desembolsar alguma grana: por causa das quedas frequentes de energia, sorvetes não são encontrados em Gran Roque! Na Venezuela, o dólar no paralelo paga 10 vezes mais do que o câmbio oficial. As restrições impostas pelo governo da Venezuela para a entrada de divisas estrangeiras acabam fomentando o câmbio informal.

Por ser de difícil acesso e não contar com uma infraestrutura robusta, as praias de Los Roques são praticamente desertas. O clima é uma delícia. Após o traumático voo de teco teco do aeroporto em Maiquetia (perto de Caracas), chega-se em um minúsculo aeroporto. O percurso de lá até a pousada é feito a pé – não há carros na ilha.

O que fazer em Los Roques
6995517673_f5932c83d5_z

Foto: Capiotti

Em grande parte das pousadas, os passeios para ilhas próximas, como Francisquí e Madrisquí, estão incluídos. Por serem mais próximas à Gran Roque, espere mais turistas, mas nada que chegue a incomodar.

14791155445_747d4876d4_z (1)

Foto: Emiliano

Para as ilhas mais distantes, como Cayo d’Água, uma das paisagens mais belíssimas da face da Terra, e Crasquí, cobra-se uma pequena taxa para o transporte de lancha. Vale a pena reservar alguns dias para visitá-las.

14831678813_9eefaaf56d_z

Foto: Emiliano

Para quem curte, opções ainda incluem mergulhos, snorkel, Kitesurf, caiaque e stand up paddle. Na própria pousada é possível fechar as atividades e aluguel de equipamentos.

Como chegar a Los Roques

O clima é bom em Los Roques o ano inteiro. A alta temporada é de dezembro a fevereiro, no verão.

Para Maiquetia, aeroporto de Caracas, na Venezuela, saem voos de São Paulo pela Gol, Tam e Avianca, que geralmente chegam no final do dia. Assim, é necessário passar uma noite em um hotel próximo ao aeroporto, para pegar um voo para Gran Roque na manhã seguinte. Esse trajeto é uma experiência única!

Considerando a situação atual na Venezuela, recomendamos, principalmente para quem viaja ao país pela primeira vez, o intermédio de uma agência de viagens. O país em geral conta com uma infraestrutura ruim para o turista, dificultando a vida de quem está acostumado a pesquisar e planejar viagens a distância. A maioria das pousadas não tem site na internet!

No nosso caso, optamos pela Venebrasil, que conta com representantes em Los Roques e Salvador. O pessoal é super simpático e ajudou a fechar a pousada, os trechos Caracas-Gran Roque e a pernoite necessária em hotel perto de Maiquetia.

Saiba mais
Uma experiência única!
  • Gustavo Romero

    Muiyo legal, só uma correção: dezembro a fevereiro lá é inverno (north)